Doze dicas de leitura para as férias

Doze dicas de leitura para as férias

145
0
COMPARTILHAR

Sugestões são para todas as faixas etárias

Nesta segunda, 7 de janeiro, comemora-se o Dia do Leitor. O bibliotecário Jonas Borges de Castro, do Colégio Marista Asa Sul, de Brasília, dá algumas dicas para quem quer colocar a leitura em dia. E aproveitando que janeiro é mês de férias, você terá todo tempo do mundo para curtir cada momento de folga.

Pode levar o livro para a praia, para o interior, para o descanso na rede, na hora de pegar um bronzeado na piscina, naquela viagem longa para rever um amigo ou parente distante, enfim, são muitas as situações e oportunidades para devorar as páginas daquele best-seller.

Confira a seguir as sugestões por faixa etária:

PARA QUEM ESTÁ NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Para essa faixa etária, estão na lista os três livros do casal Wood: Audrey escreve e Don ilustra. Seus livros proporcionam uma leitura gostosa e belíssimas ilustrações. O terceiro livro indicado concedeu a Don Wood a Medalha Caldecott, por ter sido o mais destacado livro ilustrado estadunidense para crianças publicado no ano de 1986. Não é à toa que fazem sucesso há mais de 30 anos!

Título: O ratinho, o morango vermelho maduro e o grande urso

Autores: Don Wood e Audrey Wood

Editora: Ática

Descrição: O urso adora morango vermelhos maduros. O ratinho fará tudo para salvar o morango vermelho maduro do grande urso esfomeado. O urso está com as cartas na mão, mas quem será o mais esperto?

Título: A casa sonolenta

Autores: Don Wood e Audrey Wood

Editora: Brinque Book

Descrição: Numa casa sonolenta com uma cama aconchegante, todos estão sempre dormindo. As repetições no texto dão o tom sonolento, que é interrompido por uma pulguinha acordada.

Título: O rei bigodeira e sua banheira

Autores: Don Wood e Audrey Wood

Editora: Ática

Descrição: Não há nada que faça o rei sair da banheira: nem guerra, nem almoço, nem pesca, nem baile. Até que o pajem tem uma ideia para tirá-lo desse marasmo.

PARA QUEM ESTÁ NO ENSINO FUNDAMENTAL I

Para o Fundamental I, a sugestão é a coleção Famílias Malucas, lançada pela Editora Fundamento. Cada volume conta uma história envolvendo um parente que é “diferente”. Tem a mãe pirata, o pai dragão, a avó gorila e até uma tia galinha vampira. As histórias são bem divertidas e com um bom volume de texto para ocupar bastante tempo livre. A autora, Jackie French, é uma das mais aclamadas escritoras australianas da atualidade, tendo escrito mais de 140 livros e recebido mais de 60 prêmios na Austrália e em outros países. Abaixo os dois primeiros volumes da coleção.

Título: Famílias malucas – Minha mãe é uma pirata

Autor: Jackie French

Editora: Fundamento

Descrição: Ninguém na escola sabe que Camilo tem uma mãe pirata. Mas está para acontecer o encontro de pais e professores, e o garoto está preocupado: será que ele conseguirá esconder seu segredo? Ou será que sua mãe arruinará a sua fama de garoto descolado, conhecido como CJ? Ela usa bota de cano longo e tem uma espada.

Camilo tem que fazer a tarefa no convés de um barco pirata. Ainda bem que ele tem a ajuda de Frederick Imundo – fica até fácil se acostumar com a perna de pau do pirata fazendo toc-toc-toc enquanto ele anda. O bichinho de estimação de Camilo é um crocodilo, que adora comer os dedos dos piratas maus.

Pizza no jantar? Que nada! Percival Podre serve deliciosas sopas de monstros marinhos. Acompanhe Camilo e sua mãe pirata em uma grande aventura pelos sete mares!

Título: Famílias malucas – Meu bicho de estimação é um dinossauro

Autor: Jackie French

Editora: Fundamento

Descrição: É o aniversário de Gunk e ele pode escolher o presente que quiser. Sua família não para de dar palpites. O pai dele gosta de coisas fofas e usa pantufa em forma de bichinhos. Fliss, a irmã de Gunk, tem um tubarão tatuado no braço e pilota a maior moto que Gunk já viu. A mãe dele passa 24 horas conectada à internet. Mas Gunk não quer saber de pantufas, motos ou computadores: ele quer uma cachorrinha e escolheu justamente a mais estranha do canil: ela tem medo de gatos e não sabe latir! Gunk percebe que sua mascote, a Pingo, está ficando esquisita demais e tenta ensiná-la a latir e a gostar de ração. Mas não adianta nada: ela continua sendo uma cachorrinha muito estranha. Tudo fica ainda mais esquisito ainda quando a Pingo cresce e fica muito parecida com… um dinossauro! E agora? O que vai acontecer com a Pingo? Acompanhe Gunk e Pingo em suas aventuras e descubra que o melhor amigo do homem nem sempre é o cachorro!

PARA QUEM ESTÁ NO ENSINO FUNDAMENTAL II

A série Os Karas, escrita por Pedro Bandeira, é uma ótima sugestão para esse segmento. Os livros narram as aventuras de cinco adolescentes do Colégio Elite, que bancam os detetives e resolvem casos de gente grande. O primeiro livro da série (A droga da obediência) foi lançado em 1984 e até hoje faz sucesso, tanto que o autor acabou lançando um novo livro 15 anos após o encerramento da série. Quem lê o primeiro não resiste e acaba querendo ler a coleção inteira. Abaixo os dois primeiros livros:

Título: A droga da obediência

Autor: Pedro Bandeira

Editora: Moderna

Descrição: Uma turma de adolescentes enfrenta o mais diabólico dos crimes! Num clima de muito mistério e suspense, cinco estudantes enfrentam uma macabra trama internacional: o sinistro Doutor Q.I. pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios, aplicando na juventude uma perigosa droga. E essa droga já está sendo experimentada em alunos dos melhores colégios de São Paulo. Esse é um trabalho para Os Karas: o avesso dos coroas, o contrário dos caretas!

Título: Pântano de sangue

Autor: Pedro Bandeira

Editora: Moderna

Descrição: Em um enredo fascinante, repleto de suspense do começo ao fim, discute-se a dramática destruição dos jacarés, dos índios e da natureza em um dos últimos lugares do mundo que ainda poderia ser chamado de Paraíso Terrestre: o Pantanal de Mato Grosso. Miguel, Crânio, Calu, Magrí e Chumbinho envolvem-se com o crime organizado que está agindo por lá, liderado pelo misterioso e implacável Ente. Crânio, o Geninho de Os Karas, é quem terá de arrastar os amigos em sua mais perigosa missão. Esse é mais um trabalho para Os Karas: o avesso dos coroas, o contrário dos caretas!

PARA QUEM ESTÁ NO ENSINO MÉDIO

Para essa etapa, há três sugestões distintas. A primeira é um livro da Agatha Christie, que apresenta o icônico detetive Hercule Poirot. Ao terminar o livro, a autora nos deixa de queixo caído (como em quase todos os livros dela). Agatha Christie consegue enganar até mesmo aqueles que estão acostumados com seus livros e que acham que a conhecem o bastante a ponto de prever o final da história. Se for ler algum outro livro dela, recomendo que seja um com o Hercule Poirot ou a Miss Marple. Com um desses dois, não tem erro.

O segundo livro é de um autor brasileiro, André Vianco. A primeira obra do escritor paulista é uma história sobre vampiros, mas é bem original e foi publicada pouco antes dos livros vampirescos que entraram na moda na metade dos anos 2000. O fato de a história se passar no Brasil dá um gostinho a mais à leitura. O livro foi publicado com o dinheiro do FGTS, após Vianco perder o emprego. Se tornou sua obra-prima, sucesso de crítica e de vendas, e ganhou sequências.

O terceiro livro é a autobiografia de uma jornalista americana, Jeannette Walls. Apesar de ser uma biografia, tem cara de romance e uma leitura bem fácil e gostosa. Acompanhar a infância de Jeannette nos deixa perplexos de tão maluca que a família dela é, e só não nos faz pensar que é uma história inventada porque sabemos que se trata de uma biografia. Permaneceu na lista dos best-sellers do New York Times por 421 semanas, além de ganhar uma versão cinematográfica em 2017 (que, obviamente, não é tão boa quanto o livro). Opte pela capa comum, bem mais bonita que a capa do filme.

Título: O misterioso caso de Styles

Autor: Agatha Christie

Editora: Globo

Descrição: Quando Mr. Hastings encontra seu velho conhecido John Cavendish casualmente e aceita seu convite para passar uma temporada na enorme e isolada casa de campo de Styles, não imagina a misteriosa trama que a espera. Mrs. Emily Inglethorp, madrasta de John e Laurence Cavendish, herdou a propriedade de seu marido e tem todo o controle sobre patrimônio da família. Seu segundo marido é Alfred Inglethorp, 20 anos mais novo, cujo passado é nebuloso, o que causa enorme apreensão nos filhos de Mrs. Emily e nos demais moradores de Styles. A tensão na propriedade chega ao limite quando Mrs. Emily é encontrada trancada em seu quarto nos últimos estertores e morre com o nome de seu marido nos lábios.

Morte natural ou envenenamento? Quem além de seu marido teria interesse em sua morte? Como ela pode ter sido envenenada? Para responder a todas essas perguntas, Mr. Hastings, velho amigo de Hercule Poirot, pede autorização à família para chamar o excêntrico detetive belga. O astuto e simpático detetive analisa as evidências, entrevista testemunhas e o leitor vai seguindo seus passos a partir da envolvente narração de mr. Hastings. E a ele fica o desafio: diante de provas desconexas, testemunhos duvidosos e inúmeras reviravoltas, como o sagaz Poirot irá desvendar esta imbricada trama onde ninguém é exatamente o que parece?

Neste que é o primeiro romance escrito por Agatha Christie, já estão presentes as marcas que a tornarão a maior escritora de suspense de todos os tempos: o mais famoso detetive, as personagens extremamente bem caracterizadas, a trama em que todos são suspeitos e o final estarrecedor, com todas as personagens reunidas – final que foi alterado pelo primeiro editor e aparece restaurado nessa versão.

Título: Os sete

Autor: André Vianco

Editora: Aleph

Descrição: “Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o Santo Deus e o Santo Papa vos protejam.” Uma caravela portuguesa naufragada com mais de 500 anos é descoberta no litoral brasileiro. Dentro dela, uma estranha caixa de prata lacrada esconde um segredo. Apesar do aviso grafado, com a recomendação de não abri-la, a equipe de mergulhadores decide seguir em frente, e encontra sete cadáveres. Esses corpos misteriosos e cadavéricos são levados para estudos e tudo parece estar sob controle até o despertar do primeiro deles. Em Os Sete, André Vianco atualiza o mito dos vampiros, apresentando ao leitor seres poderosos, cada um com uma característica única, mas todos com natureza monstruosa e sanguinária. O resultado é um livro envolvente, repleto de ação e reviravoltas, que em pouco tempo ocupou seu merecido lugar entre os mais importantes livros de terror e fantasia brasileiros.

Título: O castelo de vidro

Autor: Jeannette Walls

Editora: Globo

Descrição: A bela jornalista ruiva, uma profissional de sucesso na capital dos negócios, Nova Iorque, contempla a cidade pelos vidros do táxi. Em breve chegará a seu luxuoso apartamento, repleto de antiguidades, mapas antigos, livros raros e tapetes persas. Subitamente, seu olhar é atraído por uma visão, infelizmente não tão incomum nas metrópoles: uma senhora idosa e desgrenhada vasculha uma lixeira em busca de algo para comer. No entanto, a história é absolutamente verídica, e um desses casos em que a realidade parece emprestar as tintas da ficção.

Em O castelo de vidro, Jeannette Walls escreve as memórias de sua família boêmia, errante, atípica e inconformista. Talvez herdeiros do espírito libertário dos beats, ou da rebeldia dos anos 60, os pais de Walls enveredariam por um verdadeiro périplo por dezenas de cidades americanas, chegando mesmo a viver nas ruas, como sem-teto. Avessos aos trabalhos regulares, o pai vivendo de expedientes, a mãe, uma pintora amadora e amante das artes, muitas vezes as memórias de Walls revelam momentos em que a fome e o desespero parecem intoleráveis. No entanto, com seu estilo vigoroso e direto, ela nunca apela para as explicações de cunho psicanalítico ou social, e escapa do sentimentalismo banal.

Cumpre acertar as contas com seu passado, a compreensão de um choque de ideais e de gerações. O livro de Walls, para além do relato de uma infância de miséria, aponta, portanto, para questões da maior relevância. Trata-se da solidão e da incomunicabilidade entre as pessoas e da perseguição de sonhos e projetos pessoais. A história da família de Walls, portanto, em seu caráter absolutamente único, fala um pouco de todas as famílias, de todos os sonhos, de toda a existência. Fala um pouco sobre todos nós.

PARA OS PAIS

Mas é claro que os pais não iam ficar de fora! Afinal, para se ter filhos leitores, é preciso que os pais sejam uma inspiração para eles. Aqui a indicação é para dois livros com caráter mais formativo e que não precisam de nenhum acréscimo às suas descrições. Para leitura de entretenimento, as sugestões para o Médio também servirão para os adultos (e as sugestões para as crianças também servirão para uma boa parcela desses adultos).

Título: Os 4 Temperamentos na Educação dos Filhos

Autor: Dr. Ítalo Marsili

Editora: Kírion

Descrição: O temperamento é uma estrutura mineral da psicologia humana — uma estrutura fixa; que não muda; como um território que precisa ser conhecido ou um papel sobre o qual escrevemos nossa história. São como um filtro da nossa psique; um filtro que nos confere um certo modo de experimentar o impacto do mundo. [.] Há muitos motivos pelos quais é importante abordar o tema dos quatro temperamentos. Talvez o principal deles seja que muitos pais; famílias e professores se deram conta de que ele pode ser bastante eficaz como ferramenta de educação. O assunto entrou em voga e os interessados passaram a buscar bibliografia; a pesquisar e a se aprofundar. Depararam-se; então; com uma primeira dificuldade: quase não há bibliografia disponível em português. Faltava um título que organizasse e condensasse tudo o que se sabe sobre o tema — e este é o objetivo deste livro; resultado de anos de estudos aliados à prática clínica.

Título: Como pensar sobre as grandes ideias

Autor: Mortimer J. Adler

Editora: É Realizações

Descrição: Esses são apenas alguns questionamentos levantados neste livro, que tem como objetivo encorajar o leitor ao pensamento filosófico. É isso mesmo, Como Pensar sobre as Grandes Ideias evidencia que todos somos capazes de pensar e compreender desde as questões mais corriqueiras de nosso dia a dia até as maiores abstrações que a mente humana pode alcançar. Conhecido por sua linguagem acessível e didática encantadora, o filósofo norte-americano Mortimer Adler trata filosoficamente dos mais diversos problemas humanos, tomando como base seu vasto conhecimento de literatura, história e filosofia. Adler trata de conceitos como democracia, lei, emoção e aprendizado à luz dos grandes livros e do pensamento de mais de dois milênios de civilização ocidental. Esta obra comprova que as grandes ideias são temas inesgotáveis e que elas nos transportam a uma aventura única, na qual sempre há pioneirismo a ser alcançado – e podemos atingi-lo – valendo-nos de nossa mente. Afinal as grandes ideias estão ao alcance de todos.

Boa leitura!               

 

Sobre a Rede Marista de Colégios

O Colégio Marista Asa Sul integra a Rede Marista de Colégios (RMC), presente no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina e São Paulo com 19 unidades. Nelas, os mais de 26 mil alunos recebem formação integral, composta pela tradição dos valores Maristas e pela excelência acadêmica alinhada ao mercado. Por meio de propostas pedagógicas diferenciadas, crianças e jovens desenvolvem conhecimento, pensamento crítico, autonomia e se tornam mais preparados para viver em uma sociedade em constante transformação. Saiba mais em www.colegiosmaristas.com.br.

Fonte: Taís Hirschmann

DEIXE UMA RESPOSTA