Técnica da barriga negativa reduz medidas abdominais e dores nas costas

Técnica da barriga negativa reduz medidas abdominais e dores nas costas

62
0
COMPARTILHAR

Modalidade chega a Curitiba, sendo uma das melhores alternativas para trabalhar os músculos internos para deixar a cintura fina e a barriga torneada

Conhecido pelo nome de barriga negativa, o método abdominal hipopressivo (MAH) vem se popularizando cada vez mais, conquistando inclusive alguns famosos como a modelo Giselle Bündchen. Graças a esta técnica, é possível reduzir medidas, adquirindo um abdômen liso por meio de exercícios posturais e respiratórios que diminuem a pressão das cavidades torácica, abdominal e pélvica.
Além de deixar o corpo bonito, regula funções orgânicas: alinha a postura, aumenta a capacidade pulmonar, trata incontinência urinária, aumenta a libido, estimula produção de colágeno, entre outros benefícios que proporcionam bem-estar e auto estima.
Barriga Negativa – instrutora Nina Galiano (esq) e aluna Camila Frizzo
Em Curitiba, a instrutora Vanina Giusti Galiano ministra sessões com turmas de alunos. Uma das dúvidas mais frequentes que ela ouve é se o método abdominal hipopressivo emagrece. “O método desenha o abdômen, reduzindo as medidas abdominais no máximo do limite corporal de cada pessoal”, explica a instrutora. “Para manter o corpo magro é preciso um trabalho conjunto entre barriga negativa e uma ingestão calórica diária adequada. Quem tem uma alimentação saudável vai ter um corpo esbelto, e a prática do método abdominal hipopressivo contribui muito para manter um abdômen sarado”, completa.
A técnica consiste em uma série de aulas com duração de 45 minutos em que são realizados exercícios com um ritmo respiratório controlado, em posturas isométricas variadas que trabalham a musculatura do assoalho pélvico com sucção do abdômen e apneia.
A redução de medidas é um processo gradual. No entanto, a curto prazo já é possível ter um resultado imediato para quem tem perca de urina durante atividades como prática de esportes, dança, ou até no momento de rir ou espirrar. “O método proporciona uma elevação do assoalho pélvico, que faz com que a pessoa não tenha mais incontinência urinária. Essa melhoria já é sentida na primeira aula”, garante.
Barriga Negativa – Instrutora Nina Galiano (foto Rodrigo Juste Duarte)
 
Celebridades também praticam o método da barriga negativa
Além de Gisele Bündchen, outro famoso adepto do abdominal hipopressivo é o ator Arnold Schwarzenegger, que nos tempos de fisiculturista já praticava o método, porém com o nome de stomach vacuum (vácuo estomacal). No entanto, em depoimentos recentes, o ator revelou que sempre que realiza abdominais, não o faz da forma tradicional (deitado, levando a cabeça até os joelhos) mas sim com posições isométricas do método abdominal hipopressivo. “Esta é a única maneira de realizar abdominais que não aumentem a pressão interna do abdômen”, explica Vanina.
A prática tem ganhado cada vez mais adeptos, tanto entre mulheres quanto em homens, que procuram o método pelos mais diversos motivos. “Muitas pessoas praticam a barriga negativa para perder medidas, mas também há atletas que querem acelerar o desempenho metabólico para aumentar a performance esportiva, mulheres no pós-parto que querem recuperar o corpo que tinham antes, e até pessoas com problemas sexuais, pois o método também contribui para aumentar a libido, sendo que nas mulheres tonifica a musculatura interna aumenta a lubrificação íntima, e nos homens trata de disfunção erétil”, revela a instrutora Vanina.
Os interessados em fazer a prática devem entrar em contato com a instrutora por meio do telefone (41) 99934-9607 para agendar uma avaliação física antes de iniciar as sessões. “A avaliação é de extrema importância para todas as pessoas, para saber os limites e os objetivos de cada um”, finaliza.
Benefícios
O método abdominal hipopressivo (MAH) regula o intestino e os rins, melhora a postura, corrige a coluna e a musculatura respiratória, promove tonificação muscular, reduz a circunferência da cintura, aumenta o desempenho esportivo, acelera o metabolismo, regula a produção hormonal, aumenta a libido e a lubrificação íntima, levanta a bexiga, controla incontinência urinária e disfunção erétil, trata diástase pós-parto, faz drenagem linfática, produz dopamina, reduz inflamações como a celulite, diminui dores menstruais e inchaço, tonifica a musculatura abdominal e estimula produção de colágeno.
Contatos: 
Vanina Giusti Galiano (instrutora do método abdominal hipopressivo)
WhatsApp: (41) 99934-9607
Instagram: @nina_galiano
………………………………………………………………..
Assessoria de imprensa:
Rodrigo Juste Duarte
Telefone: (41) 99941-2602
WhatsApp: (41) 98781-2786

DEIXE UMA RESPOSTA