Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga estreia no Dia Internacional da Mulher,...

Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga estreia no Dia Internacional da Mulher, com regência de Priscilla Bomfim, participação da cantora Elba Ramalho e transmissão da Cidade das Artes

526
SHARE

Grupo é o primeiro do Programa Orquestra nas Escolas formado exclusivamente por meninas, alunas da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro

Com o intuito de ampliar a representatividade e a diversidade das alunas-instrumentistas, o Programa Orquestra nas Escolas, da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, criou a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga, formada exclusivamente por crianças e jovens, todas alunas da Rede Municipal de Ensino do Rio.

Composta por 47 integrantes, a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga tem estreia na representativa data de 8 de março2ªf, às 11 horas da manhã, com participação especial da cantora Elba Ramalho e transmissão pelo canal www.youtube.com/orquestranasescolas, ao vivo do Teatro da Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, com participação da regente convidada Priscila Bomfim. Com o batismo da nova orquestra do Programa com o nome da primeira maestrina do país, ChiquinhaGonzaga, atualizamos a mulher à frente do seu tempo que usou sua música como instrumento de voz, liberdade e oportunidade. E a estreia no Dia Internacional da Mulher simboliza a luta feminina e incentiva a reflexão sobre questões de equidade de gênero.

“A experiência da música e da arte é um espaço para se ampliar horizontes nas mais variadas dimensões, estéticas, culturais, históricas, políticas, dentre tantas outras.

Elba Ramalho | Foto: Lucas Menezes

A implantação da Orquestra Sinfônica Chiquinha Gonzaga objetiva fortalecer

as políticas de equidade de gênero, tangibilizando de maneira concreta a representação feminina, desde a figura da maestrina – atividade predominantemente relacionada ao universo masculino -, como na representatividade feminina nos mais diversos instrumentos da orquestra. Pretendemos desconstruir o estereótipo de que meninas tocam violinos, violoncelos e flautas, para que possam tocar outros instrumentos. A orquestra foi criada com o objetivo de incentivar mais meninas, alunas da rede municipal de ensino, possam participar do Programa Orquestra nas Escolas.”, reflete Moana Martins, Coordenadora do Programa Orquestra nas Escolas

Patrocinada pela Uber, por meio da  Lei Federal de Incentivo à Cultura, aOSJC Chiquinha Gonzaga foi criada com o intuito de ampliar as estratégias de equidade de gênero dentro do universo da música de orquestra e valorizar as instrumentistas da rede pública de ensino. Além disso, a intenção é incentivar a representatividade feminina nos mais diversos naipes de orquestra, especialmente naqueles predominantemente relacionados ao universo masculino.

Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga é uma ação especial liderada pela Daniela MaiaPresidente da Riotur, que acolheu não apenas na Cidade das Artes mas, no seu coração, a nova orquestra do Programa. Sendo a Fundação Cidade das Artes uma das maiores incentivadoras do Programa Orquestra nas Escolas, que sedia suas principais formações musicais, como a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Cidade das Artes, o Coro de Câmara Cidade das Artes e agora, também, sediará a OSJC Chiquinha Gonzaga.

Estamos com a apresentação em conformidade com os cuidados necessários para garantir a segurança das crianças e jovens integrantes da Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga, bem como de seus familiares e equipe do projeto Orquestra nas Escolas.

Homenagem à Chiquinha Gonzaga

O nome da OSJC Chiquinha Gonzaga é uma homenagem à pianista, compositora e maestrina que, por sua atuação corajosa e de excelência, representou um marco na música brasileira. Primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil, Chiquinha Gonzaga sofreu todo tipo de preconceito, mas transformou a sua música como instrumento de voz, liberdade e oportunidade.

Com a OSJC Chiquinha Gonzaga, as musicistas e alunas encontram mais um canal de identificação e oportunidade para alçarem grandes voos na música e fora dela.

Serviço:

Estreia Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga

Participação especial Elba Ramalho

Data: 8 de março de 2021 | 2ªf

Horário: 11h da manhã

Local: transmissão ao vivo do Teatro Cidade das Artes

YouTube: https://www.youtube.com/orquestranasescolas

Programa Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Chiquinha Gonzaga

1.     Mulher Rendeira (Desconhecido) | Arranjo: Anderson Alves

2.     Odeon (Ernesto Nazareth) | Arranjo: Anderson Alves

3.     Tamba Tajá (Waldemar Henrique) | Orquestração: Anderson Alves

4.     Que Nem Jiló, (Luiz Gonzaga) | Arranjo: Aline Falcão | Par. Elba Ramalho

5.     De Volta Pro Meu Aconchego (Dominguinhos / Nando Cordel) | Piano Moana Martins e Elba Ramalho

6.     Xote das Meninas, Luiz Gonzaga | Arranjo: Anderson Alves

7.     Gaúcho Corta Jaca e Ô Abre Alas, Chiquinha Gonzaga | Arranjo: Anderson Alves

Sobre o Programa Orquestra nas Escolas:

Realizado pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, o Programa Orquestra nas Escolas é um programa gratuito de música e educação, que aposta na formação musical e na prática de excelência para o desenvolvimento social de crianças e jovens alunos das escolas da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro.

Por meio de uma educação híbrida, que aposta em desempenho acadêmico e no fortalecimento dos vínculos socioemocionais, são oferecidas aulas de variados instrumentos musicais para alunos de mais de 50 escolas municipais do Rio. O Programa conta também com 17 formações musicais, que atendem um amplo calendário de concertos, ao lado de grandes convidados, e oferece capacitação profissional para monitores. Em 2021, o Programa beneficiará mais de 20 mil alunos da Rede Municipal de Educação.

Redes sociais:

Facebook: facebook.com/orquestranasescolas/

Instagram: @orquestranasescolas

YouTube: https://www.youtube.com/orquestranasescolas

Fonte: Passarim Comunicação

LEAVE A REPLY