“Águas de Março”, um romance policial que mexe com as emoções até...

“Águas de Março”, um romance policial que mexe com as emoções até a última página

209
SHARE

O primeiro romance policial escrito pelo jornalista Jonatas Oliveira chega para despertar a curiosidade, mas principalmente, aguçar os instintos investigativos e prender os leitores até a última página. Águas de Março foi um desafio para o autor, pois foi escrito em 31 dias em tempo real. Assim, cada capítulo faz referência direta a um dia do mês e a trama passa a sofrer interferência direta dos fatos ocorridos no período, impactando o andamento da história e o desenvolvimento do roteiro.

Em Águas de Março diversas mulheres aparecem mortas na cidade de São Paulo ao longo de março de 2019, crimes que ficam sem solução imediata. Dois policiais e um jornalista de um programa sensacionalista de TV começam a investigar e fazem descobertas que os levam a um implacável serial killer e a uma assustadora descoberta: o mal às vezes pode estar ao nosso lado.


“Escrever um livro em tempo real foi interessantíssimo, pois qualquer coisa pode acontecer e mudar o rumo da história em pouco tempo. Eu tinha uma trama pré-definida e sabia onde queria chegar com a história. Porém, o roteiro era editado e revisado todos os dias já que no processo criativo, optei por direcionar os rumos da narrativa de acordo com questões que realmente aconteciam, fazendo com que a vida real influenciasse diretamente a ficção”.

Prenda o fôlego e tente desvendar nos pequenos detalhes de quem é o serial killer dessa história inspirada na canção “Águas de Março” de Tom Jobim.

Serviço:

Título: Águas de Março

Autor: Jonatas Oliveira

Editora: Edição do Autor

Formato: e-Book e impresso (ambos disponíveis na Amazon)

Nº de páginas: 170

Preço: R$ 9,99 (digital) e 56,59 (impresso)

Sobre o Autor

Jonatas Oliveira nasceu em Belo Horizonte e cresceu em Rio Claro, interior de São Paulo, e hoje mora na Capital do Estado. Estudou Jornalismo na Universidade Católica de Santos, onde aprimorou o olhar para o cotidiano e se tornou um apaixonado por desenvolver histórias de ficção baseadas em fatos. É autor de “O Diário de Arthur Ferraù”, também disponível em formato digital na Amazon, com mais de 1000 cópias vendidas. Atualmente trabalha em um novo romance policial inspirado no lockdown ocasionado pela pandemia da Covid-19 e publica algumas crônicas e poemas em seu blog pessoal: www.jonatas.com.br

Fonte: Soraya Simón

LEAVE A REPLY