Kimbra Zill bate de frente com a intolerância em single de estreia

Kimbra Zill bate de frente com a intolerância em single de estreia

61
SHARE

Com letra que enaltece as minorias e confronta à intolerância, “CHEGUEI” chega aos apps de música nesta quinta-feira (25).

Alerta de possível nova estrela do pop e do universo LGBTQIA+! Batendo de frente com a intolerância e abordando o empoderamento das minorias, a artista drag paulistana Kimbra Zill, uma das grandes apostas e aspirante à musa do POP, acaba de anunciar a chegada de “CHEGUEI”. O single debutante chega aos apps de música e ao YouTube nesta quinta-feira (25).

Com o objetivo de se tornar uma grande artista do POP e inspiração para o universo LGBTQIA+, Kimbra quer impressionar. Com letra que enaltece as minorias, confronta a intolerância e questiona alguns padrões, “CHEGUEI” carrega influências musicais de nomes como Tropkillaz, Karol Conka e Iza, e chega impondo respeito literalmente. Queria trazer uma sonoridade marcante e empoderada, dançante, mas que ao mesmo tempo sustentasse a mensagem que eu queria passar com a letra”.  A canção foi composta e produzida pela própria drag, já o clipe conta com direção de Danillo Costa, que também já dirigiu clipes para artistas como Escarião, entre outros.

Lutando pela causa e com um discurso de inclusão, a artista drag faz questão de abordar temas de cunho político e pessoal, expondo as dificuldades da comunidade LGBTQIA+ e as causas pelas quais lutam. “Vivemos em um país que tira vidas de pessoas todos os dias por serem como nós, por isso precisamos nos nos fortalecer como comunidade e mostrar, a cada dia, que estamos aqui e temos direito de (r)existir sem medo de apenas SER”, ressalta a cantora.

Inclusiva, Kimbra ainda diz que um de seus objetivos artísticos de vida é empoderar a arte drag como forma de expressão. “Quero enaltecer essa arte que tanto me liberta e mostrar, pra quem ainda não entendeu, que não somos apenas criaturas da noite”.

Início e música para Any Gabrielly:

Antes de assumir a identidade da empoderada e militante Kimbra Zill, Douglas Ferrari – que dá vida à personagem – é ator formado pela escola de teatro Macunaíma e especializado em musicais, onde se descobriu como “performer”. Compositor desde 2012, o multiartista já integrou a equipe de produtores musicais do Move Studio, comandado por André Cortada, e também escreveu canções para nomes como Any Gabrielly, representante brasileira no grupo internacional Now United. Douglas comenta que escreveu 3 músicas para a cantora em apenas uma noite. “Depois de escutar ela cantando e entender o que queria, passei a noite colocando as ideias no papel e de lá saíram três músicas lindas”, conta a performista.

Kimbra Zill é uma das principais apostas da nova geração do POP brasileiro. Dona de um timbre único, melodias cheias de mensagens reflexivas, a cantora e compositora começou a chamar atenção do público através de versões postadas na internet. Natural de São Paulo, a drag está pronta para conquistar o país!

Fonte: Musique Press

LEAVE A REPLY