Quer empreender e não sabe como começar? Confira três passos em direção...

Quer empreender e não sabe como começar? Confira três passos em direção ao sucesso do seu negócio

253
SHARE

Beatriz Machnick*

A tão sonhada independência financeira, muitas vezes, é conquistada ao criar um novo negócio que traga rentabilidade e estabilidade. Por isso, quem quer empreender precisa, primeiro, saber por onde começar. Essa, aliás, é a principal pergunta dos empresários iniciantes.

É importante saber como evolui a conjuntura atual do empreendedorismo no Brasil. Somos considerados um povo empreendedor e os dados comprovam isso – o número de empreendedores em 2021 é o maior em onze anos. A pesquisa realizada pela Serasa Experian mostra que, em janeiro, foram abertos mais de 370 mil novos registros de microempreendedores, o maior índice desde 2010. O número também representa um crescimento de 21% em relação ao mesmo mês de 2020. Isso quer dizer que, se você é um desses empreendedores e está começando um negócio, o panorama é favorável e tem tudo para continuar assim.

Mas para isso, é necessário estar ciente que o seu maior tesouro é o cliente, afinal é ele que viabilizará o seu avanço empresarial. Logicamente, você precisará de um plano de negócios adequado ao escopo da área que pretende investir, mas serão as estratégias comerciais devidamente projetadas que garantirão o sucesso ao identificar as oportunidades e riscos.

Tenha em mente que, conquistar a confiança do cliente é fundamental. Entenda que ele não contratará apenas o seu escritório e muito menos o seu serviço, o cliente contratará você e suas capacidades de solucionar problemas. Assim, o preço se torna negociável e as chances de ganhar um contrato aumentam consideravelmente, afinal, o seu serviço deixa de ser um custo e passa a ser um investimento importante. Elenquei a seguir três dicas que o ajudarão a entender como empreender com foco no resultado e ir além do plano de negócios:

  • Comece estabelecendo conexão com seu cliente ou público-alvo por meio da empatia e relacionamento.
  • Evidencie os diferenciais do seu produto ou serviço e demonstre as vantagens para o cliente investir em você;
  • Busque maneiras de agregar valor aos produtos ou honorários.

Saiba que, se o cliente sair da reunião convicto de que o seu serviço é o melhor, você ativou um fator de qualidade e agregou valor. Com certeza, a negociação evoluirá e o contrato será seu.

*Beatriz Machnick é contadora, especialista em Controladoria e Finanças, mestre em Governança e Sustentabilidade. É pioneira da metodologia de Formação de Preços na Advocacia e palestrante na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). É sócia-fundadora da BM Consultoria em Precificação e Finanças. Autora dos livros Gestão Financeira na Advocacia – Teoria e Prática (2020), Valorização dos Honorários Advocatícios – O Fortalecimento da Advocacia através da Gestão (2016) e Honorários Advocatícios – Diretrizes e Estratégias na Formação de Preços para Consultivo e Contencioso (2014).

LEAVE A REPLY