Da caneta ao aplicativo de música: Papaya Music inova na hora de...

Da caneta ao aplicativo de música: Papaya Music inova na hora de produzir e lançar

94
SHARE

Idealizado por Pe Lu, Renato Frei e Fred Vieira, selo foca em artista falando com artista para desenvolver projetos personalizados e aplicáveis

Música, inovação e visão aguda de mercado são pilares do selo, produtora e editora Papaya Music. Na tentativa de genuinamente suprir vontades artísticas, de forma quase artesanal, e de fazer com que cantoras e cantores se encontrem musicalmente e mercadologicamente, é que Pe Lu (Restart, SELVA), Renato Frei (Bloco do Caos) e Fred Vieira (SUBB) começaram essa empreitada.

De saída, a Papaya já mostra seu diferencial. Formada por artistas de fato, produtores e compositores, que já trabalharam com nomes de diversos gêneros e realidades, de Luísa Sonza a Alok, de Maneva a MC Don Juan, o mercado não é deixado de lado. “Pra nós é central que quem produza conosco se sinta à vontade e saiba que está entre os seus”, comenta Pe Lu, um dos sócios do selo, “Ao mesmo tempo, toda a nossa experiência e nossos anos de mercado estão sempre à disposição, de modo que cobrimos todas as etapas do processo”. A ideia é proporcionar toda a estrutura realizar tudo do começo ao fim, entregando o resultado planejado, dentro do prazo e com um ótimo custo-benefício.

O selo, focado em música brasileira, pop e também rock, gosta de fomentar artistas, não meramente compor ou produzir. “Da caneta ao aplicativo de música, acreditamos em um processo criativo cuidadosamente guiado, sem ruídos, com objetivos claros e definidos a várias mãos”, explica Fred Vieira, um dos fundadores da Papaya, “Somamos nossas expertises e experiências complementares e agregamos uma visão empresarial ao negócio da música”, completa.

O processo do selo Papaya Music passa por todas as etapas do lançamento de uma música. Inicia-se com o direcionamento artístico, mostrando os caminhos pelo qual aquele ou aquela artista pode seguir com uma análise de referências. Depois, vem o processo de composição, seguido pelo de pré-produção, o rough mix, a gravação — com captação e direção —, e, finalmente, a entrega do lançamento.

É dessa maneira que a Papaya enxerga o seu processo como artesanal. Cada momento é olhado detalhadamente e dentro de um planejamento que engloba o processo todo. “É quase impossível que a gente não se meta em todos os passos de um lançamento”, afirma Renato Frei, um dos produtores e compositores da produtora, “Estamos tem tempo fazendo isso e entendemos os anseios tanto do artista quanto do mercado. Somos assim meio butique, gostamos de abraçar os artistas e andar juntos”.

O trabalho da Papaya até aqui tem sido notável. Em pouco mais de um ano e meio de existência, a produtora e selo já angariou mais de 3.2 milhões de plays nas plataformas digitais e já teve destaques em inúmeras playlists editorais — inclusive sendo capa em várias ocasiões. Hoje, além das produções fora do selo e da distribuidora, a Papaya Music já trabalha com uma série de artistas, nos mais diversos gêneros, como Pe Lu (mpb/pop), lalalaura (indie rock/pop), Magi (mpb/pop), Doral (mpb/indie/pop), Ruben Rojas (rock/trap) e outros.

Fonte: Musique Press

LEAVE A REPLY